Como escolher o colchão ideal?


O colchão é determinante na qualidade do seu sono. Se ele não estiver de acordo com o seu biotipo ou estiver danificado por tempo de uso ou má qualidade, mesmo que você tenha todas as condições para dormir bem, não dormirá. Portanto, não poupe esforços nestes dois acessórios: colchão e travesseiro. É bom lembrar que o colchão é muito mais usado do que o carro, o sofá, a televisão, o fogão, os sapatos, pois é usado durante toda a vida, por 8 horas ininterruptas diárias.

Como escolher o colchão?

Procure lembrar, na sua história de vida, se você se adaptou melhor aos tipos macio ou firme. Depois, se eram de espuma, mola ou caixa ortopédica (os três tipos mais comuns). Dê preferência ao modelo e tipo a que você já se habituou, salvo se sua experiência vem sendo ruim.

Todo colchão deve exercer uma função ortopédica para seu usuário. Para isso ocorrer, precisamos combinar o colchão com o biotipo do usuário. Existem modelos que são polivalentes, ou seja, são ortopédicos para qualquer biotipo de usuário, porém, é preciso consultar

uma loja especializada. Existem muitos colchões chamados de ortopédicos que, entretanto, não o são, a exemplo de um modelo oriental vendido de porta em porta, o qual contraria o princípio básico de ortopedia.

O que é colchão ortopédico?

11111111111111

Todo colchão deve ceder, nas devidas proporções, às curvaturas do corpo sem que o mesmo afunde como um todo ou desproporcionalmente. Resumindo: quando deitamos num colchão que tem função ortopédica, seria como se deitássemos num local sem gravidade e o corpo ficasse flutuando, com as curvas de sua anatomia em perfeito estado, sem influência de qualquer força ou pressão.

Imagine-se deitado num colchão e alguém bate uma foto sua. E após isso, com um computador, eliminarmos o colchão da foto e visualizarmos apenas você. Se a sua postura estiver natural, tipo flutuando no ar, mantendo sua coluna em estado natural, certamente esse colchão é ortopédico.

Dormir em cima de uma tábua de madeira rígida revestida com uma fina camada de espuma é um crime para a anatomia do corpo.

Colchões de espuma

ESPUMA

Existem tabelas que indicam qual a densidade da espuma de poliuretano ideal para cada biotipo. (Veja pág. 59). Diante disso, podemos afirmar que determinado colchão pode ser ortopédico para uma pessoa de 70 kg e 1,75 m, mas para uma pessoa de 100 kg e 1,80 m, não.

Colchões de mola

Existem recursos como as molas bicônicas, que têm resistência progressiva, funcional como um feixe de mola. Ou seja, a resistência do colchão é proporcional ao peso da pessoa.
Assim, quanto mais peso se coloca sobre as molas, mais elas trabalham para oferecer uma resistência que estabilize o corpo numa posição confortável.
Pode-se ainda optar pelo sistema de molas superpocket (são molas individuais). Esse processo baseia-se no sistema de suspensão independente, que é usado nos veículos, em que se uma das rodas sofre a pressão de uma pedra, esta roda se move, já as outras ficam no estado natural. No colchão ocorre o mesmo: se o ombro e o quadril são as partes mais proeminentes do corpo, as molas que os suportam sofrem variação. Já as demais ficam intactas, sustentando o corpo, dando total anatomia ao usuário.

Colchões de caixa ortopédica

Certifique-se de que o colchão possua, no mínimo, 5,0 cm de espessura na camada de espuma. Isso fará com que o corpo afunde nas devidas proporções no quadril e no ombro e garantirá a postura adequada durante o uso. A densidade mínima para esse tipo de colchão é de
28 kg/m³.

Colchões de látex

Têm o mesmo princípio da espuma. Dependerá da densidade, porém dificilmente você encontra a tabela de adequação de peso e altura, a qual, para o látex, é diferente da espuma de poliuretano.22222222222

Quando você sabe que está na hora de trocar seu colchão?
Todos temos o costume de não nos desfazermos de alguns objetos: chinelos, aquelas velhas sandálias ou o confortável paletó azul. É uma realidade que todos os bens vão tendo sua qualidade diminuída com o uso e o passar dos anos. Um colchão, inevitavelmente, também.

Como é difícil lembrar quando mudamos a última vez de colchão, sugerimos realizar o seguinte questionário, uma vez por ano, para garantir um correto descanso:box final

18/08/2018 | 548 | Se você também curtiu essa postagem, clique aqui >> 100

  • Compartilhar

A melhor opção para seu sono.

Fale Conosco